SofiaPinheiro_exercicio4

Atentado ao tema da Sustentabilidade como uma das primárias preocupações do homem pós-moderno, optei por desenvolver um protótipo 3D de uma instalação ligada ao tema. Criei as linhas gerais do ambiente da gare superior da estação de metro Baixa-Chiado, onde seria instalado um tapete, que, aproveitando a energia cinética associado ao movimento das pessoas, a transformaria em energia eléctrica. Esteticamente e por alusão ao ambiente natural, o tapete seria coberto por relva artificial numa união da Natureza, com a tecnologia.

O simples caminhar serviria para alimentar as necessidades eléctricas da iluminação desse espaço. É claro que o desenvolvimento científico desde exercício fica apenas um  nível demonstrativo, não tendo como base qualquer cálculo que sustente o funcionamento físico da mesma instalação. No entanto, tal é possível e é exemplo o Waynergy, uma tecnologia Made in Portugal que potencia justamente a energia cinética elevando-a a um aproveitamento energético.

 Referências

Sustentabilidade
Sustentabilidade ISustentabilidade II 

Waynergy
Notícia Tvi24
Página Pessoal de Filipe Casimiro
Sítio Oficial

Empower
Notícia Ciclo Vivo
Notícia Gizmodo

Energias
Acessa Física

Esta entrada foi publicada em Exercício 4, Exploração, Multimédia, Referências. ligação permanente.

6 respostas a SofiaPinheiro_exercicio4

  1. acgmartins diz:

    Um conceito bastante original. Ficou bem conseguido. Seria interessante ver esse projecto realizado. :)

  2. cmrglxc diz:

    Tendo em conta a vida acelerada do Homem pós.Moderno que a Sofia quer retratar no seu tapete tecno-natural, tenho dois pontos susceptíveis de foco: (1) o piso não estável numa zona que é a representação máxima do homem-Moderno, o Metro, seria como colocar um rato amster numa gaiola e transforma-lo num simples dado de estudo. Talvez fosse também uma questão social essa preocupação de não interferir com a deslocação pedonal do utilizador do Metro. (2) Tornar este um projeto global na rede espaço (casas, escritório, centros comerciais, etc), conferia-lhes uma maior sustentabilidade energética.

    Parabéns, Obrigado pela sua preocupação com isto que nós chamamos de meio ambiente.

  3. Carlos p0de ser mais específico na questão da estabilidade?

  4. BOA!!!
    A ideia de sustentabilidade é um constante interesse na minha vida. E ainda por cima eu adoro instalações fora do comum em lugares públicos – o teu projecto junta duas das coisas que eu mais gosto :)

  5. verapmachado diz:

    Como sempre, tens um conceito muito estruturado e um local muito bem escolhido. Gostava de ver esse tapete no Metro da Baixa-Chiado!

  6. Deixo disponível a versão integral da nota explicativa:

    Sustentabilidade

    “Pode ser definida como a capacidade do ser humano interagir com o mundo preservando o meio ambiente para não comprometer os recursos naturais das gerações futuras.

    O Conceito de Sustentabilidade é complexo, pois atende a um conjunto de variáveis interdependentes, mas, podemos dizer que se resume às capacidade de integrar as Questões Sociais, Energéticas, Económicas e Ambientais:

    Questão Social: É preciso respeitar o ser humano, para que este possa respeitar a natureza. O homem é a parte mais importante do meio ambiente.

    Questão Energética: Sem energia a economia não se desenvolve. E se a economia não se desenvolve, as condições de vida das populações deterioram-se.

    Questão Ambiental: Com o meio ambiente degradado, o ser humano abrevia o seu tempo de vida; a economia não se desenvolve; o futuro fica insustentável.”

    O princípio da sustentabilidade aplica-se tanto a um único empreendimento, como a uma pequena comunidade, até o planeta inteiro. Para que um empreendimento humano seja considerado sustentável, é necessário que seja: ecologicamente correcto, economicamente viável, socialmente justo, culturalmente diverso.”

    Adaptação da definição.

    Atentado ao tema da Sustentabilidade como uma das primárias preocupações do homem pós-moderno, optei por desenvolver um protótipo 3D de uma instalação ligada ao tema. Criei as linhas gerais do ambiente da gare superior da estação de metro Baixa-Chiado, onde seria instalado um tapete, que, aproveitando a energia cinética associado ao movimento das pessoas, a transformaria em energia eléctrica. Esteticamente e por alusão ao ambiente natural, o tapete seria coberto por relva artificial numa união da Natureza, com a tecnologia.

    O simples caminhar serviria para alimentar as necessidades eléctricas da iluminação desse espaço. É claro que o desenvolvimento científico desde exercício fica apenas um nível demonstrativo, não tendo como base qualquer cálculo que sustente o funcionamento físico da mesma instalação. No entanto, tal é possível e é exemplo o Waynergy, uma tecnologia Made in Portugal que potencia justamente a energia cinética elevando-a a um aproveitamento energético.

    A empresa Waydip resume o seu trabalho no sítio de onde foram retiradas as sumárias informações que a descreveme a o seu trabalho:

    “Waydip is a technology based company that acts on renewable energy and energy efficiency R&D technologies. The company aims to develop innovative projects in these areas, which will allow the creation of new technologies and products of power generation and optimizing some of renewable energy current technologies. Its mission is to develop innovative products and solutions in the area of renewable energy and energy efficiency. Beside the projects, Waydip develops also the patents of the technologies and the certification of the products, in order to add value to those. Despite, Waydip develop also projects for industrial and automation areas. Our business model consists mainly on licensing technologies to the main companies on the specific areas where our products are inserted, both nationally and internationally. We also intend to work directly with our customers (who sell the products on the market) in order to continue the development of the product”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s